By Lea Medeiros,

  Filed under: Sem categoria
  Comments: Comentários desativados em

A presidente da SBCS, Lúcia Anjos, reconhece e agradece a participação de todos os que tornaram possível a realização da XIII Reunião de Classificação e Correlação de Solos (RCC), realizada no Maranhão entre os dias 19 e 26 de outubro. “A XIII RCC mostrou que a Ciência do Solo está conectada com a agricultura e o ambiente, além de proporcionar o contato com a cultura e a hospitalidade do maranhense e de todos os que adotaram esse estado”, disse ela.

A SBCS agradece e parabeniza a todo(a)s nas pessoas dos professores Marlen Barros e Silva (UEMA) e Marcelino Silva Farias Filho (UFMA) e do pesquisador José Francisco Lumbreras (Embrapa Solos) pelo sucesso da XIII RCC-Maranhão. O evento foi realizado entre 19 e 26 de outubro, sob a coordenação da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) e vice coordenação da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), em parceria com a Embrapa, a Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC) e a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ), além da colaboração de várias instituições de ensino e pesquisa do país.

Reconhecemos e agradecemos o esforço de todos que nos presentearam com esse evento: o apoio das equipes de campo, na definição de locais, coletas e no apoio durante toda  viagem; as equipes de escritório e os laboratoristas; os monitores, motoristas, auxiliares de campo; os pesquisadores da Embrapa Solos e Embrapa Cocais e tantas outras instituições; os produtores que nos receberam em suas casas; as empresas que acreditaram e investiram recursos financeiros como o Inagro, a Aprosoja Maranhão e a Fundação Sousândrade. Agradecemos ainda aos participantes das pesquisas coligadas, que investiram recursos de seus projetos e instituições. A XIII RCC mostrou que a Ciência do Solo está conectada com a agricultura e o ambiente, além de proporcionar o contato com a cultura e a hospitalidade do maranhense e de todos os que adotaram esse estado.

Este é um evento peculiar da SBCS, com uma meta central de contribuir para evolução e validação do Sistema Brasileiro de Classificação de Solos (SiBCS). Outra face da RCC, não menos importante, é a oportunidade de convívio com professores e pesquisadores de todas as regiões do Brasil, oriundos de um grande número de instituições. Os produtos desse contato se multiplicam nas pesquisas originadas a partir dos problemas apontados ao longo da RCC e também nas aulas, em todos os níveis e formas de educação em Ciência do Solo.

Neste ano, além da já incomparável atuação do pedólogo e foto grafo Sérgio Shimizu (agradecimento especial), tivemos as edições de imagens, compartilhadas por uma professora estreante na RCC. Outro destaque, em um conjunto de solos e ambientes já de altíssima relevância para os participantes, foi a inclusão de um perfil de solo em um sambaqui, traduzido para o nosso conhecimento e nossa pressa pelo professor Arkley Marques Bandeira (UFMA). Somos gratos também ao geógrafo Marcelo Eduardo Dantas (CPRM) que nos enriqueceu com informações sobre a geologia e geomorfologia do Maranhão, compartilhando dúvidas que são as mesmas nas ciências do solo, geografia e geologia fortalecendo, assim, a importância de pesquisas conjuntas. Por fim, na XIII RCC também se estabeleceram os grupos de trabalho (GTs) criados na Divisão I e foi evidenciada a importância da Divisão 4 para divulgação desse conhecimento.

Teremos muitos frutos das palmeiras da XIII RCC, pois já não será mais possível ler os versos do poeta maranhense Gonçalves Dias – “Nosso céu tem mais estrelas, nossas várzeas têm mais flores, nossos bosques têm mais vida, nossa vida mais amores”, sem lembrarmos desses dias da nossa expedição de solos no Maranhão.

Também fica a saudade e a nossa homenagem aos que embora não estando na XIII RCC, deixaram nos seus herdeiros a sua marca: Mateus Rosa Ribeiro e Humberto Santos (In memoriam) e aquele que adotou o Nordeste como seu estado, o Professor Klinger T. Jacomine.

Lúcia Anjos

Presidente da SBCS

Comments are closed for this post.