Mulheres destacam-se nos órgãos representativos da ciência do solo mundial

A primeira mulher presidir a IUSS

Laura Bertha Reyes Sánchez, atual Secretária Geral da Sociedade Latino-Americana de Ciências do Solo e será a primeira mulher a assumir a presidência da União Internacional de Ciência do Solo. Laura é professora do Departamento de Edafologia da Universidade Nacional Autônoma do México.

Laura Bertha concorreu ao cargo com o professor Alex McBratney (Austrália) e obteve 45 dos 66 votos válidos. Todas as sociedades de ciência de solo associadas à IUSS estavam aptas a votar. O mandado, segundo o estatuto da IUSS, será de seis anos divididos da seguinte forma: dois anos como presidente eleito (2019/2020), dois anos como presidente (2021/2022) e mais dois anos como ex-presidente (2023-2024). Nesse último ano, a IUSS estará comemorando seu centenário.

A SBCS cumprimenta a professora Laura Bertha desejando muito sucesso na tarefa de representar a ciência do solo mundial.

Saiba mais sobre a nova presidente da IUSS no vídeo em que ela defende a sua candidatura.

https://www.youtube.com/watch?v=HPBr_D5IJKY

Uma mulher para presidir o ITPS

Rosa Poch, da Universidade de Lleida, Espanha, foi eleita para presidir o Painel Intergovernamental de Solos (ITPS) da FAO/ONU. O Painel Técnico Intergovernamental sobre Solos (ITPS) foi criado na primeira Assembleia Plenária da Global SoilPartnership(GSP), realizada na sede da FAO, em Roma, em 2013 e é composto por 27 especialistas em solo, representando todas as regiões do mundo. A principal função do ITPS é fornecer aconselhamento científico e técnico e orientação sobre questões globais do solo para a Parceria Global do Solo (GSP), principalmente, para solicitações específicas apresentadas por instituições globais ou regionais. O ITPS defende a gestão sustentável do solo nas diferentes agendas de desenvolvimento sustentável.

Lúcia Anjos será a nova representante do Brasil no ITPS da FAO

A professora do Departamento de Solos da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e diretora da Divisão 1 da SBCS (Solo do Tempo e no Espaço), Lucia Helena Cunha dos Anjos, foi nomeada representante do Brasil no Intergovernmental Technical Panel on Soils (ITPS) da FAO/ONU). A indicação do nome da professora Lúcia Anjos foi consenso entre a SBCS, Embrapa, Instituto Agronômico de Campinas (IAC) e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa)

Para a professora Lúcia, a participação do Brasil no ITPS/GSP é uma oportunidade de compartilhar pesquisas e tecnologias geradas nas várias instituições brasileiras, com pioneirismo em solos e ambientes tropicais, bem como as políticas implementadas pelo MAPA. “A permanência do Brasil, entre os representantes da Aca Latina e Caribe indicados para esse mandato permitirá prosseguir e aprofundar ações iniciadas no mandato anterior pela pesquisadora Maria de Lourdes Mendonca Santos (Embrapa Solos)”, disse Lúcia Anjos.

Os novos membros foram efetivados na Sexta Assembleia Plenária do Global Soil Partnership (GSP), que aconteceu entre os dias 11 e 13 de junho, na sede da FAO, em Roma, e terão mandato até 2021.

Lúcia Anjos, a 4ª da esquerda para direita à frente. Rosa Poch, logo atrás dela, na segunda fila.

 

 

 

Voltar