Organizadores da Reunião Sul Brasileira de Ciência do Solo investem em tecnologia de transmissão online para sucesso do evento

O Núcleo Regional Sul (NRS) da SBCS realizou a XIII Reunião Sul Brasileira de Ciência do Solo, nos dias 26 e 27 de novembro de 2020. Pela primeira vez na história, a Reunião ocorreu de forma virtual, visando atender às medidas de prevenção e distanciamento social ocasionadas pela pandemia do COVID-19. A cidade-sede oficial da Reunião e de onde se deu toda a base de transmissão via internet do evento foi Porto Alegre, RS.

O tema principal da Reunião foi “Conhecimento aplicado ao campo e à cidade”. O evento se apresentou como um momento de integração para discussão dessa temática para os profissionais, buscando fomentar a ciência, tecnologia e inovação. O tema foi fundamentado na premissa de que o manejo do solo é prática essencial para a sustentabilidade econômica, social e ambiental do meio rural e do meio urbano, uma vez que o solo é agente integrador desses ambientes.

Neste sentido, o tema ressaltou a importância de conservar e manejar o solo de forma adequada, recurso natural, finito e essencial à vida no planeta. Não raro, tal importância é lembrada com maior frequência no meio rural pelas altas perdas de solo (on site), especialmente em condições de eventos extremos de chuvas devido o processo erosivo. No entanto, sabe-se que tal processo irá impactar também os corpos hídricos (off site), que sofrem com o aporte de sedimentos, comprometendo a quantidade e a qualidade da água disponível para todos os seres vivos. Isso inclui todas as pessoas da sociedade, seja do campo ou da cidade, e estudar o solo nos revela isso, a todo momento.
A XIII Reunião Sul Brasileira de Ciência do Solo contou com 323 inscritos de 18 estados, sendo a maioria da área de abrangência do NRS (47% do Rio Grande do Sul e 16% de Santa Catarina). A maioria dos inscritos foram alunos de graduação (45%), seguido de doutorandos e mestrandos, representando mais de 100 instituições diferentes. No total, 203 trabalhos científicos foram aprovados e serão disponibilizados na forma de Anais. A apresentação dos trabalhos científicos se deu na forma oral (gravada), sendo disponibilizado no site para todos os participantes. Além disso, a Comissão Organizadora escolheu três trabalhos de destaque em cada uma das sete áreas, cujos vídeos foram exibidos na íntegra durante a programação do evento. A escolha do destaque principal da área foi feita por meio de votação do público participante.

A programação do evento contou com sete palestrantes que abordaram as diferentes áreas da ciência do solo, além da premiação de trabalhos, reunião de comissões e o fechamento com a assembleia geral do NRS para eleição e encaminhamentos da nova gestão, composta por uma chapa de representantes da Universidade Federal de Santa Catarina.
A gestão 2019-2020 do NRS, composta por representantes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, avaliou o evento como exitoso, uma vez que conseguiu cumprir com o papel de interação dos cientistas do solo do RS e de SC, mesmo em um ano tão complicado para todos como foi 2020. Para isso, no entanto, ressalta-se que foi necessário investimento financeiro similar a um evento presencial, garantindo a boa qualidade visual e de transmissão para todos os participantes.