SBCS e Embrapa apresentam proposta da Universidade PronaSolos à Capes

A presidente da SBCS, Lúcia Anjos (UFRRJ) participou, esta semana de uma reunião virtual para apresentar à CAPES a proposta da Universidade PronaSolos para treinamento e capacitação em solos e temas correlatos. A iniciativa da reunião partiu do Diretor de Avaliação da CAPES e ex-presidente da SBCS, Flávio Camargo.
A professora Lúcia explicou que a capacitação em solos é um dos objetivos do Programa PronaSolos e que esta ação será principalmente conduzida pela SBCS e por universidades brasileiras que possuem programas de pós-graduação em Solos e áreas correlatas em Ciências Agrárias. As formações também terão apoio das instituições parceiras no PronaSolos: Embrapa Solos, Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais CPRM e o IBGE.
A presidente da SBCS esclareceu ainda que o projeto prevê que as Universidades definidas inicialmente como polo, bem como outras signatárias, irão formar um consórcio para oferta de cursos de capacitação em diversas modalidades, entre eles, pós-graduação lato sensu.
A proposta foi apresentada ao Diretor de Educação à Distância da CAPES, Carlos Cezar M. Lennuza e sua equipe técnica com o objetivo de discutir estratégias para sua implementação da Universidade PronaSolos no âmbito CAPES. A apresentação foi feita pela presidente da SBCS e pelo presidente do Comitê Executivo do PronaSolos, José Carlos Polidoro. Também participaram da reunião o reitor da UFRRJ, o Ricardo Berbara, docentes da mesma instituição, a Chefe Geral da Embrapa Solos, Petula Ponciano Nascimento, o chefe do Departamento de Informação Institucional – Serviço Geológico do Brasil – CPRM, Edgar Shinzato, e a coordenadora Geral de Conservação de Solos e Água do MAPA, Soraya Barrios Araújo.
Segundo a professora Lúcia Anjos, as perspectivas para o lançamento dos primeiros cursos lato sensu, já em 2022 são otimistas e o grupo de trabalho do Comitê Executivo do PronaSolos, do qual participa a SBCS, irá fazer o seu “trabalho de casa” para viabilizar o projeto.