Paraná retoma incentivo à conservação do solo e da água

Paraná retoma incentivo às técnicas de conservação dos  solos

O Paraná está efetivamente retomando as técnicas de conservação de solos e água, das quais foi referência mundial nas décadas de 1980 e 1990. O avanço da degradação dos solos está assustando os produtores que estão voltando a aderir às técnicas recomendadas para conservação do patrimônio que é a propriedade rural. A região Sudoeste está se destacando com essa retomada, com mais de 2 mil hectares sendo conservados graças ao envolvimento de 330 produtores dos municípios de Ampere, Marmeleiro, Realeza e Santa Isabel do Oeste. Nesses municípios as ações de conservação de solos estão em ritmo acelerado e a tendência é ampliar ainda mais a adesão dos produtores às boas práticas de produção.

Em outubro, foi realizado um dia de campo no município de Santa Isabel do Oeste, com a presença do secretário da Agricultura e do Abastecimento, Norberto Ortigara e mais de 300 agricultores. O evento faz parte da estratégia de mobilizar produtores, técnicos, prefeitos, secretários de agricultura, cooperativas, universidades, pesquisadores em busca de soluções e a retomada dos agentes locais na solução e proteção do solo.
De acordo com o secretário Ortigara, o programa de Gestão do Solo e Água em Micro bacia é o ponto de partida para a retomada de boas práticas de produção que evitam a erosão e a degradação do solo, como preconiza a campanha “Plante Seu Futuro”. O secretário ressaltou ainda o reajuste do repasse do governo estadual para as ações em micro bacias saltaram de R$ 170 mil, no ano passado, para R$ 210 mil este ano. Os recursos são do Banco Mundial para serem aplicados em ações de conservação de solos e água em micro bacias selecionadas para serem difusoras dessas técnicas para as demais localidades.

Saiba mais em: http://www.emater.pr.gov.br/modules/noticias/article.php?storyid=4511

O dia de campo em Santa Isabel do Oeste terminou com um grande abraço em um terraço, um evento inédito no mundo, onde produtores, técnicos e acadêmicos se unem para expressar a importância desse insumo para a produção de alimentos

 

DCIM100MEDIADJI_0063.JPG

Paranaenses abraçam terraço em gesto simbólico de proteção