SBCS lamenta o falecimento do professor Alfredo Sheid Lopes

A SBCS comunica, com muito pesar, falecimento do professor Alfredo Scheid Lopes, ocorrido dia 23 de maio, vítima de um câncer.  Professor emérito da Universidade Federal de Lavras (UFLA) era conhecido por alunos e colegas de trabalho como Alfredão, não apenas porque chamava atenção pela estatura, mas também pelo carisma e carinho que sempre dispensou a todos os que o rodeavam. Ele faria 83 anos em dezembro.

Foi professor da área de Fertilidade e Manejo de Solos dos Trópicos da UFLA desde 1962. Aposentou-se em 1990, mas nunca deixou de atuar no Departamento de Solos da Instituição, como professor, pesquisador e orientador. Alfredo Sheid foi um dos pioneiros em pesquisas com solos do Cerrado brasileiro, nos anos 1970. Foi sócio e grande incentivador da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo. Como personagem carismático, criou seu próprio site, onde registrou sua enorme produção científica, palestras e outros matérias para consulta de sua obra, além de seus hobbies e curiosas histórias pessoais que se divertia ao contar.

Durante o XXXIII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, realizado em Florianópolis, em 2013, Alfredão foi homenageado com o Prêmio Pesquisador Sênior do IPNIInternational Plant Nutrition Institute. A premiação representa o reconhecimento aos pesquisadores do país que contribuem para o desenvolvimento e promoção da informação científica sobre o manejo responsável dos nutrientes das plantas. Os candidatos são escolhidos por uma comissão nomeada pela SBCS.

Em um discurso muito emocionado ao receber o prêmio, o professor Alfredo Sheid Lopes dedicou o prêmio à família e à UFLA. “Sempre transformei desafios em oportunidades”, disse lembrando-se de quando precisou levar mais de uma tonelada de solos para os EUA para estudar a fertilidade do cerrado brasileiro. “O magistério e a ciência do solo são profissões de fé na continuidade da produção de alimentos com sustentabilidade ambiental e é essa a profissão de fé que espero de meus alunos”, disse ele pedindo aos jovens mais dedicação aos estudos sobre integração lavoura/pecuária. “Meus alunos são a razão da minha existência”, concluiu emocionando a plateia.

Para a presidente da SBCS, Lúcia Anjos, “hoje nos deixa um cientista na plena acepção da palavra. Alfredão foi inovador, mesmo quando essa palavra nem era conhecida. Estimado por seus alunos, deixou muitos herdeiros, filhos, netos e até bisnetos, atualmente nas mais diversas universidades e instituições de pesquisa deste país. E ainda era um poeta e seresteiro! Suas lições não serão esquecidas, Mestre, Professor Alfredo!

Léa Medeiros-SBCS

 

No dia 24 de maio, a Sociedade Latino-americana de Ciência do Solo enviou o seguinte comunicado:

Estimados Presidentes de las Sociedades Nacionales que constituyen la
Sociedad Latinoamericana de la Ciencia del Suelo

Señores presidentes; con profundo pesar informamos a Ustedes el sensible
fallecimiento del Dr. Alfredo Scheid Lopes, quien en vida fue uno de los pioneros
en investigación en suelos del Cerrado brasilero, fue socio y gran incentivador de la
Sociedad Brasilera de la Ciencia del Suelo, profesor emérito de la UFLA.
Compartimos con ustedes esta gran pérdida para la Ciencia del Suelo de Brasil y para
la SLCS.
“Quien paso por nuestras vidas y dejo luz, resplandecerá en nuestra
alma para toda la eternidad”
Expresamos nuestro sentido pésame a sus familiares y amigos, que el Señor conceda
paz y consuelo en este momento difícil.
Las palabras nunca alcanzan cuando lo que hay que decir desborda el alma.

Dra. Elisângela Benedet da Silva
Presidente de la Sociedad
Latinoamericana de la Ciencia del Suelo

Ing. Mary Selva Viera
Secretaria General de la Sociedad
Latinoamericana de la Ciencia del Suelo