Associe-se
Newsletter SBCS
Assine agora / Subscribe


Notícias


SBCS lança catálogo de levantamento das teses, dissertações e monografias na área de educação em solos22/09/2020

A publicação faz parte da coleção “Coletâneas em Ciência do Solo” e é fruto das ações da Divisão IV (Solo, Ambiente e Sociedade) da SBCS para contribuir para a socialização da produção acadêmica em Educação em Solos no Brasil, em diferentes áreas do conhecimento. O livro reúne resumos de cinco teses de doutorado, 46 dissertações de mestrado, 19 monografias de especialização e 54 monografias de graduação, defendidas no período de 2004 a 2019. São apresentadas informações sobre o título da publicação acadêmica, autor(a), orientador(a), instituição, curso, data de defesa, link do trabalho completo, resumo e palavras-chave.

De acordo com os organizadores do livro, Marcelo Ricardo de Lima (UFPR), Fabiane Machado Vezzani (UFRGS), Valentim da Silva e Cristine Carole Muggler (UFV), “a Educação em Solos é uma área do conhecimento que vem ampliando e aprofundando suas concepções educacionais, a partir de processos dialógicos com outras áreas, principalmente a Ciência do Solo, Educação, Ensino, Geografia, Planejamento Urbano e Regional, Biologia, Ciências Ambientais, Biotecnologia, Química e outras”. Ainda segundo os organizadores, “como toda área do conhecimento, o seu processo de construção é contínuo e requer uma interlocução aberta com o conjunto de publicações que comunicam as mais diversas pesquisas e estudos científicos na área, disponibilizados em um primeiro momento, de modo geral, na forma de teses, dissertações e monografias”.

A publicação pretende permitir o (re)conhecimento mútuo das produções acadêmicas de conclusão de cursos de graduação e pós-graduação na Educação em Solos, inspirando, instigando e promovendo reflexões e diálogos acerca das práticas e processos em curso no país.

A partir deste livro, os organizadores esperam que o contato entre os pesquisadores da área possa ser potencializado, gerando interações entre os projetos de pesquisa, fortalecendo o conjunto de Educadores em Solos, além de estimular a aproximação de outros. O levantamento também possibilita a realização de análises diversas e, sobretudo, a constatação da complexidade e contínua ampliação da pesquisa em Educação em Solos.

O livro é destinado a todos os envolvidos e interessados na pesquisa em Educação em Solos, com especial ênfase a Universidades, Centros Universitários, Faculdades, Institutos Federais, instituições de pesquisa, entre outros, que tenham interesse ou envolvimento com a temática.

O livro está disponível para download gratuito no site da SBCS.


Um protocolo para medição, monitoramento, relato e verificação de carbono orgânico do solo em paisagens agrícolas20/09/2020
O Painel Técnico Intergovernamental sobre Solos (ITPS) acaba de lançar o “Protocolo GSOC MRV: um protocolo para medição, monitoramento, relato e verificação de carbono orgânico do solo em paisagens agrícolas.
O documento fornece uma estrutura conceitual e metodologias padrão para o monitoramento, relato e verificação de mudanças nos estoques SOC e emissões / remoções de GEE de projetos agrícolas que adotam práticas de manejo sustentável do solo (SSM) em nível de fazenda. O protocolo também pode ser útil para investidores, instituições de pesquisa, agências governamentais, consultores, empresas agrícolas, ONGs, agricultores individuais ou associações de agricultores, cadeia de abastecimento e outros usuários que estão interessados em medir e estimar os estoques e mudanças do SOC e emissões de GEE em resposta às práticas de gestão.
Saiba mais em:

 

 


Ciência do Solo perde Djalma Martinhão07/09/2020
É com muito pesar que a SBCS comunica o falecimento do pesquisador da Embrapa Cerrados, Djalma Matinhão Gomes de Sousa, ocorrido dia 6 de setembro,em Brasília.
Djalma Martinhão foi um dos primeiros pesquisadores da Embrapa (1975) e continuava ativo nas atividades de pesquisa e extensão.
Na década de 1970 também foi um dos pioneiros da pesquisa em fertilidade do solo e um dos responsáveis pelas tecnologias que viabilizaram a ocupação agrícola do cerrado, graças a correção do solo para nutrição de plantas.
Saiba mais sobre a Biografia Djalma Martinhão e as contribuições deste grande pesquisador para a ciência do solo.
Vale a pena ver também uma entrevista dele para a série “Lendas da Nutrição de Plantas”, produzido pela empresa Yara Brasil.
Foto: Yara Brasil

SBCS lança e-book “Método para estudo de micorriza em orquídeas”. Disponível na Loja Virtual31/08/2020
O Brasil é destaque mundial em biodiversidade, o que não é diferente para a família Orchidaceae. No entanto, há poucos grupos que investigam profundamente esse tema. Um deles, liderado pela professora Maria Catarina Megumi Kasuya, da Universidade Federal de Viçosa, tem sido uma referência em pesquisas sobre as orquídeas no Brasil, sobretudo na descrição da interação destas plantas com os fungos microrrízicos.
Nesse livro, os autores, compilam mais de 20 anos de experiências adquiridas no Brasil e no exterior sobre como pesquisar e investigar a presença de fungos micorrízicos em orquídeas. A publicação descreve como isolar estes fungos, como promover a germinação simbiótica de orquídeas, como fazer a caracterização morfológica de fungos, métodos de extração de DNA, sequenciamento de nova geração e como investigar questões ecológicas como o fluxo de carbono entre a orquídea, fungo micorrízico e ambiente.
Com um material detalhado, bem ilustrado e de fácil entendimento, o
objetivo é disseminar essa linha de pesquisa ainda tímida, mas muito promissora. O livro é uma produção do Núcleo Leste da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo.
O livro, em formato e-book, está disponível na Loja Virtual da SBCS por R$16,68

Use sua criatividade e participe de um concurso internacional para produção de livro infantil sobre biodiversidade dos solos20/08/2020

 

A União Internacional de Ciência do Solo (IUSS), a FAO/ONU e A Aliança Global pelos Solos (GSP) estão lançando um concurso internacional para produção de um livro didático para crianças sobre Biodiversidade do Solo. O lema para construção do material será “Manter o solo vivo, proteger a biodiversidade do solo”. As inscrições estão abertas até o dia 10 de novembro.

O concurso faz parte do projeto da “IUSS vai à escola”, criado para estimular crianças e adolescentes a terem mais consciência sobre a importância dos solos. Os objetivos do concurso são: promover o conhecimento científico e dar visibilidade à importância da biodiversidade do solo; aumentar a consciência sobre a urgência de proteger a biodiversidade do solo; estimular atividades educacionais, engajamento e participação de jovens e escolas em ciências do solo.

Poderão participar do concurso pesquisadores, professores, estudantes, produtores, fotógrafos e especialistas com qualquer formação. Os vencedores receberão U$1.000 U$500 U$250 para os três primeiros lugares, respectivamente. Os vencedores serão anunciados no Dia Mundial do Solo, 5 de dezembro de 2020.

O livreto ou cartilha será destinada a crianças de 6 a 11 anos. As obras só serão aceitas em inglês e podem ser coloridas ou em preto e branco, e em gênero literário livre. Os vencedores terão seus trabalhos traduzidos em todos os idiomas da FAO. As propostas deverão destacar os riscos associados à perda da biodiversidade do solo e representar o papel vital que o solo e a biodiversidade desempenham na sustentação do bem-estar humano, garantindo a produtividade agrícola futura e a sustentabilidade ambiental.

Mais informações  neste site


18/08/2020

Pela primeira vez na história, o evento será realizado em formato 100% online para garantir a segurança e a interação dos cientistas de solo! As inscrições estão abertas até 7 de setembro.

A inscrição garante acesso virtual às apresentações de palestras e trabalhos, anais com resumos expandidos e certificados de participação e apresentação de trabalhos.

Saiba mais no site do evento: www.rsbcs2020.sbcs-nrs.org.br

Realização: Núcleo Regional Sul da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo.


13/08/2020

Durante a pandemia, a SBCS está promovendo uma série de lives sobre os diferentes temas da ciência do solo.

A primeira live, realizada dia 16 de julho, tratou do grande desafio desta pandemia: o ensino de solos na modalidade à distância. Participaram desta live os professores Marcelo Lima (UFPR), Ricardo Dalmolin (UFSM) e Antônio Azevedo (Esalq/USP)

No dia 10 de agosto, foi a vez de debater o tema “Pedologia e Ambiente: conhecimento de solos e suas aplicações com a participação das professoras Carolina Malala Souza (UFERSA), Cristiane Valéria de Oliveira (UFMG) e Grace Bungenstab Alves (UFBA).

Quem perdeu as lives já realizadas e acompanhar as novas propostas deve se inscrever no canal da SBCS no YouTube. Todas as informações são divulgadas também nas nossas redes sociais @sbcs.solos.


MAPA empossa conselheiros do Pronasolos30/07/2020
Os integrantes dos comitês Estratégico e Executivo do Programa Nacional de Levantamento e Interpretação de Solos do Brasil (Pronasolos) tomaram posse dia 26 de agosto em uma cerimônia virtual.
Os comitês serão responsáveis pela estratégia e execução do programa, que irá mapear todos os solos existentes em território nacional até 2048. Entre as atribuições dos comitês estão definição de metas, capacitação das equipes, articulação entre os órgãos federais, estados e municípios, realização de pesquisas e monitoramento das etapas de trabalho.
O Comitê Estratégico é formado por representantes dos ministérios da Economia, Minas e Energia, Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Meio Ambiente, Desenvolvimento Regional e do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República.
Já o Comitê Executivo é composto por membros do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), da Companhia de Pesquisa de Recursos Minerais (CPRM), da Secretaria de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação do Mapa, da Diretoria de Serviço Geográfico do Comando do Exército do Ministério da Defesa, da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo e de organizações estaduais de pesquisa agropecuária.
O secretário-executivo do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Marcos Montes, participou da cerimônia e ressaltou que a instalação dos comitês é “um marco para o mapeamento e sustentabilidade da agropecuária brasileira”.
O secretário-adjunto de Inovação, Desenvolvimento Rural e Irrigação do Mapa e coordenador do Comitê Estratégico, Pedro Neto, destacou que o solo é um dos principais recursos naturais de um país e “conhecê-lo é uma vantagem estratégica, seja para agricultura, mineração, energia, infraestrutura ou defesa”. Segundo Pedro Neto, os últimos levantamentos a campo datam da década de 1980.
O presidente da Embrapa, Celso Moretti, lembrou que após os investimentos em pesquisa e tecnologia para a agricultura tropical, o Brasil deixou de ser um importador de alimentos para se tornar uma potência agrícola. “Esse conhecimento mais aprofundado dos solos brasileiros também irá favorecer a política publicar do Plano ABC, de agricultura de baixa emissão de carbono”, disse.
Segundo a chefe-geral da Embrapa Solos, Petula Ponciano, um dos desafios do programa é a organização de todas as informações disponíveis atualmente sobre solos, que “viabilize a execução dos projetos de levantamento de solos e que as interpretações com as aplicações funcionais do conhecimento de solos cheguem a todos os cidadãos do Brasil e se conecte com o mundo”. A Embrapa Solos irá coordenar o Comitê Executivo. A primeira entrega do Pronasolos ocorrerá em dezembro deste ano, com a implantação da plataforma tecnológica.
A professora Lúcia Anjos (UFRRJ) que, como presidente representa a SBCS no Conselho Executivo, lamentou que as universidades não façam mais parte do Comitê. “Mas elas atuarão através da SBCS. Um programa desta natureza não pode prescindir dos avanços da pesquisa, seja nos métodos a serem usados nos levantamentos de solos, inserindo técnicas como as de mapeamento digital e uso de sensores, ou na interpretação, divulgação e validação de resultados junto aos produtores rurais. Ainda para a presidente da SBCS, o evento é um marco para o presente e o futuro do Brasil, na sua afirmação como país modelo na produção sustentável de alimentos, para o mundo e, acima de tudo, para os brasileiros. “Todos nós, na Sociedade Brasileira de Ciência de Solos e nas Universidades públicas, parabenizamos aos membros do Comitê Estratégico e Executivo e a equipe do Pronasolos e nos orgulhamos de participar deste projeto”, disse ela.
Fonte: Embrapa Solos

Nota de falecimento: Donald R. Nielsen (EUA)24/07/2020

A SBCS comunica, com pesar, o falecimento do professor Donald R. Nielsen, ocorrido no dia 24 de julho, em Davis, Califórnia, aos 88 anos. O professor Nielsen é considerado um dos maiores cientistas da Ciência do Solo da atualidade, atuando mais especificamente na área de Física do Solo. Suas atividades internacionais foram muito relevantes, com grandes contribuições especialmente em colaborações com pesquisadores da ESALQ, CENA/USP, CNPDIA/Embrapa, além de várias outras instituições brasileiras.

Para mais detalhes sobre a vida do Dr. Nielsen

23/07/2020
Esta será a primeira reunião científica do Núcleo Nordeste da SBCS  planejada em formato totalmente online.
A Comissão Organizadora já está criando um site para organizar o processo de inscrições, envio de resumos e outras informações sobre o evento.
Organização: Programa de Pós-graduação em Ciência do Solo da UFRPE e Embrapa Solos (UEP/Recife)
Promoção:
Universidade Federal Rural de Pernambuco – Departamento de Agronomia – Área de Solos
Núcleo Regional Nordeste da Sociedade Brasileira de Ciência do Solo