Notícias



Brasil vai liderar pilar de harmonização de indicadores para manejo de solos sustentáveis na ONU

A representante brasileira no Global Soil Partnership, Lúcia Helena Anjos (UFRRJ), está participando, esta semana, em Roma, do Painel Técnico Intergovernamental sobre Solos(ITPS). O Painel da Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) é composto por 27 especialistas em solos representando todas as regiões do mundo e tem como objetivo fornecer aconselhamento científico e técnico sobre os principais problemas do solo em todo o mundo.

Como o principal painel científico dos solos, os especialistas que compõem o ITPS se reúnem anualmente para avançar na reversão da degradação do solo e na promoção de solos saudáveis em todo o planeta.  O Global Soil Partnership o aborda cinco pilares de ação a serem implementados em colaboração com as parcerias regionais de solos.

Durante a reunião de outubro, a professora Lucia Helena foi eleita para presidir o Pilar 5 “Harmonização de métodos, medições e indicadores para o manejo sustentável e proteção dos recursos do solo”. Este pilar, fornece os mecanismos para desenvolver e intercambiar informações globalmente consistentes e comparáveis. Refere-se aos dados de observação e descrição de perfis do solo, dados analíticos laboratoriais e de campo e também produtos derivados, como mapas digitais, estimativas de propriedade do solo, e informações interpretadas com base em conjuntos de indicadores acordados e representativos.

Para a professora Lucia, a indicação do Brasil para coordenar este pilar representa um passo importante para valorização da importancia dos solos tropicais, para o reconhecimento de peculiaridades dos solos brasileiros e da relevância deles no panorama da produção agrícola mundial. “A colaboração de pesquisadores e técnicos brasileiros como ad hocs e no suporte com informações diversas será essencial para o sucesso nesta atuação do Brasil na FAO”. Lucia Anjos também será atuante nos pilares 1 e 4 ( “Soil Management” e “information and data)

Lúcia Anjos ( a quarta da esquerda para a direita na primeira fila), é a representante do Brasil no ITPS, indicada pela SBCS

Quer saber mais sobre a Soil Judging Contest Brazil?

Alunos da UFRRJ criaram vídeos com todos os detalhes sobre os quatro dias da Soil Judging Contest Brazil. A competição internacional de classificação de solos aconteceu às vésperas do Congresso Mundial de Ciência do Solo, em agosto, no Rio de Janeiro.
Os vídeos mostram os cursos e as interações entre as equipes que participaram.
A SBCS parabeniza os organizadores da competição e agradece esta ótima iniciativa dos produtores dos vídeos.
https://www.youtube.com/channel/UCg3tYsVxvTJPZPdAKTsgyTQ/playlists

Concursos para professores e editais para pós-graduação em Ciência do Solo

A Fan Page da SBCS  divulga, frequentemente, a abertura de editais de concursos para professores nas diversas áreas da Ciência do Solo e de vagas para pós-graduação.

Visite nossa Fan Page em : https://www.facebook.com/sbcs.solos/

Os pedidos de divulgação de concursos nas mídias sociais da SBCS, devem ser enviados para o e-mail: comunicacasbcs@gmail.com e observar as normas abaixo:

  • Conter dados como data de abertura e encerramento de inscrições.
  • Requisitos básicos para inscrição
  • Endereço eletrônico para inscrição
  • Número do edital e endereço eletrônico para consultá-lo.
  • Imagem em JPG da Instituição promotora do Concurso.
  • Para o instagram, solicitamos o envio da arte pronta no formato. 1.080 x 1.920 pixels.

Próxima RCC será realizada em outubro de 2019, no Maranhão

Os preparativos para a próxima RCC já começaram.
 
O evento será realizado entre os dias 19 e 26 de outubro de 2019, no Maranhão.
Saiba mais em: https://www.embrapa.br/solos/sibcs/busca-de-noticias/-/noticia/38017363/encontro-de-pesquisadores-em–2019-vai-estudar-o-solo-do-Maranhao.

Quer ver as fotos do WCSS?

As fotos produzidas pela fotógrafa Valeria Veira   durante o 21 World Congress of Soil Science estão disponíveis nos links abaixo.

Ao compartilhar, não se esqueça de usar a #wcssbrazil2018


http://valeriavieirav.select.pics/g/21-wcss-day-one

http://valeriavieirav.select.pics/g/21-wcss-day-2

http://valeriavieirav.select.pics/g/21-wcss-day-3

http://valeriavieirav.select.pics/g/21-wcss-day-4

http://valeriavieirav.select.pics/g/21-wcss-day-5

http://valeriavieirav.select.pics/g/21-wcss-gala-diner

http://valeriavieirav.select.pics/g/visita-escolar

Revista Brasileira de Ciência do Solo tem novo site semelhante ao de grandes revistas científicas internacionais

A ciência do solo brasileira alcançará um novo patamar de visibilidade. A Sociedade Brasileira de Ciência do Solo acaba de lançar um site totalmente dedicado à Revista Brasileira de Ciência do Solo (RBCS). O site tem estrutura e navegabilidade comparável aos das principais revistas científicas internacionais. “Ampliando o acesso mundial aos artigos publicados, a RBCS deverá ganhar ainda mais relevância e prestígio no cenário internacional da ciência do solo”, disse José Miguel Reichert, editor-chefe da RBCS.


A RBCS é a única revista científica brasileira dedicada exclusivamente à Ciência do Solo e é publicada pela SBCS desde 1977. Em 2015, a RBCS adotou o sistema de gerenciamento de manuscritos ScholarOne, o idioma inglês passou a ser obrigatório e a publicação passou a ser contínua. Estas mudanças já refletiram no índice de impacto JCR 2017 que foi de 0,799, um aumento de 31% em relação ao índice de 2016. O editor executivo da Revista, Reinaldo Bertola Cantarutti explica que, agora, o site dará ainda mais agilidade à publicação dos artigos. “Os indexadores como o Sciello demoram até 20 dias para lançar um artigo após finalizada a diagramação e marcação XML. No site, ele será publicado imediatamente após concluída esta etapa”. O novo site além de oferecer várias funcionalidades, facilita a leitura do artigo por partes, com visualização simultânea de tabelas, figuras e referências e ainda apresenta métricas atualizadas do impacto das publicações. Outra vantagem é a interface com redes sociais acadêmicas e ferramentas de gerenciamento de referências bibliográficas como a EndNote e Mendely.


Para acompanhar as tendências dos melhores periódicos científicos internacionais, a RBCS também passa exigir dos autores a produção de abstracts graphics e highlights para aumentar ainda mais a visibilidade dos artigos publicados na RBCS.

Visite o site da RBCS em:
www.rbcs.org.br

Boletim da SBCS destaca desafios para manejo de solos arenosos

Os sócios da SBCS já estão reecebdo em casa a nova edição do Boletim Informativo da SBCS(janeiro/abril).
O Boletim destaca as principais notícias dos primeiros meses do ano, os detalhes da organização do 21WCSS e as expectativas dos Núcleos Regionais e Estaduais da SBCS para o biênio 2018/2019.
Na seção Em foco, professores e pesquisadores de diferentes instituições do país, apresentam de forma direta e agradável, uma visão dos desafios que temos para manejar adequadamente os solos arenosos, bem como algumas alternativas de soluções no contexto atual do conhecimento científico sobre os temas abordados.
Os sócios da SBCS já estão recebendo  a edição impressa nos endereços indicados.
A edição também pode ser lida aqui no site da SBCS

Lúcia Anjos é a nova representante do Brasil no ITPS da FAO

A professora do Departamento de Solos da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro (UFRRJ) e diretora da Divisão 1 da SBCS (Solo do Tempo e no Espaço), Lucia Helena Cunha dos Anjos, foi nomeada representante do Brasil no Intergovernmental Technical Panel on Soils (ITPS) da FAO/ONU). A indicação do nome da professora Lúcia Anjos foi consenso entre a SBCS, Embrapa, Instituto Agronômico de Campinas (IAC) e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa)

O Painel Técnico Intergovernamental sobre Solos (ITPS) foi criado na primeira Assembleia Plenária da Global Soil Partnership (GSP), realizada na sede da FAO, em Roma, em 2013 e é composto por 27 especialistas em solo, representando todas as regiões do mundo. A principal função do ITPS é fornecer aconselhamento científico e técnico e orientação sobre questões globais do solo para a Parceria Global do Solo (GSP), principalmente, para solicitações específicas apresentadas por instituições globais ou regionais. O ITPS defende a gestão sustentável do solo nas diferentes agendas de desenvolvimento sustentável. Os novos membros foram efetivados na Sexta Assembleia Plenária do Global Soil Partnership (GSP), que aconteceu entre os dias 11 e 13 de junho, na sede da FAO, em Roma, e terão mandato ate 2021.

Para a professora Lúcia, a participação do Brasil no ITPS/GSP é uma oportunidade de compartilhar pesquisas e tecnologias geradas nas várias instituições brasileiras, com pioneirismo em solos e ambientes tropicais, bem como as políticas implementadas pelo MAPA. “A permanência do Brasil, entre os representantes da Aca Latina e Caribe indicados para esse mandato permitirá prosseguir e aprofundar ações iniciadas no mandato anterior pela pesquisadora Maria de Lourdes Mendonca Santos (Embrapa Solos)”, disse Lúcia Anjos.